Cinema & Séries - Traillers List

Notícias em Banana News
www.bananaquantica.com.br

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A Jornada do Herói: de Jung a Campbell.


Para aqueles jovens escritores ou desenhistas que gostam de conceber seus personagens mas não fazem a menor ideia de como contar sua estória, apresento a vocês uma metodologia. Este conceito é base, ainda hoje, para a maioria das estórias de heróis sejam elas publicadas em livros, quadrinhos, teatro ou cinema.

Joseph Campbell em 1949 escreveu um livro chamado O herói de mil faces. Neste livro propõe um caminho onde obrigatoriamente a estória do herói ou monomito deve passar para que se torne um enredo interessante e que se faça reconhecer a figura do herói no crescimento alcançado e na conquista de cada etapa deste trajeto.

A idéia de monomito em Campbell explica sua ubiquidade (estar em todos lugares ao mesmo tempo - como se fosse uma fusão de várias teorias) por meio de uma mescla entre o conceito junguiano de arquétipos (arquétipo do herói), forças inconscientes da concepção freudiana, e a estruturação dos ritos de passagem por Arnold van Gennep.

Pois bem, com base nestes conceitos Campbell faz sua pesquisa sobre a estrutura de mitos, lendas  e fábulas. Sua conclusão foi que, em todas as histórias, existe um herói e que a narrativa gira em torno de suas aventuras. Nem sempre o herói é um ser humano, podendo ser um grupo de pessoas, um animal ou uma figura mitológica.

Partindo disto Campbell desenvolveu uma estrutura de eventos que demonstra que o herói passa por doze etapas. são elas:



domingo, 25 de novembro de 2012

The Digital Comic Museum - Antigos quadrinhos para download gratuito.

Já é possível baixar exemplares históricos da Era de Ouro dos quadrinhos e conhecer melhor sobre as estórias contadas naquela época.


A Era de Ouro começou em 1938 com o surgimento do Super-Homem na revista Action Comics número 1, publicada pela DC Comics. Super Homem, o primeiro super-herói, foi tão popular que logo o gênero passou a dominar as páginas das revistas e, nos meses seguintes a DC surgiria com Aquaman, Gavião Negro, Lanterna Verde, Flash ou Joel Ciclone como era conhecido no Brasil, Mulher Maravilha, Batman e Robin.

Estas obras caíram no domínio público, que no Direito da Propriedade Intelectual, é o conjunto de obras culturais, de tecnologia ou de informação (livros, artigos, obras musicais, invenções e outros) de livre uso comercial, porque não são mais submetidas a direitos patrimoniais exclusivos de alguma pessoa física ou jurídica.

Neste caso a Digital Comic Museum (DCM) está coletando os títulos, digitalizando-os e disponibilizando eletronicamente via WEB. Resumindo, você acessa o site http://digitalcomicmuseum.com/  procura pelo título que deseja e faz o download .

O DCM foi criado em 2010 e é hoje o maior acervo conhecido de quadrinhos antigos e disponíveis para download. Navegando pelo site é possível encontrar os mais variados títulos. O Museu funciona com doações, logo é possível, ou fornecer o material impresso, ou scanea-lo para que se possa incluir no acervo digital. É possível ainda acessar um preview das revistas online, contudo, para baixa-las é necessário fazer o registro no site.

E tem mais! Se você garimpar bem direitinho é possível que ache preciosidades como esta The Spirit n1 -1952 de Will Eisner.



Eles tem as 5 primeiras edições da The Spirit 1952 do mestre Will Eisner.
Só por isso já vale a visita hein!!
Bom garimpo pra você!

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Mostra reúne trabalhos de importantes ilustradores argentinos.

Mostra reúne trabalhos de importantes ilustradores argentinos - Diversão e Arte - Correio Braziliense

Montada, a partir de hoje (22 de novembro de 2012), no Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul), Brasília-DF.


“A mostra é um painel sobre toda a produção da história argentina. As obras mais antigas não tinham originais, uma vez que eram feitas sobre pedra litográfica, daí serem retratadas em material de jornais do século 19”, explica a curadora Judith Gociol, ao falar das reproduções tiradas de exposição criada para a Feira do Livro de Frankfurt 2010, quando a Argentina foi homenageada.


Seguirá aberta ao público até dia 3 de fevereiro de 2013 com visitação diária, sempre das 9h às 21h.

fonte: Correio Braziliense
veja mais sobre a matéria no link acima.

Bom eu mesmo darei um pulo por lá e postarei minhas impressões da mostra. ;-)

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Ziraldo - Série Quadrinistas Brasileiros.


Ziraldo Alves Pinto nasceu em 24 de outubro de 1932, em Caratinga, Minas Gerais. É o mais velho de uma família de sete irmãos. Seu nome vem da combinação dos nomes de sua mãe, Zizinha, com o de seu pai, Geraldo. Assim surgiu o Ziraldo, um nome único.

Passou a infância em Caratinga, onde cursou o Grupo Escolar Princesa Isabel.

Desenha desde que se entende por gente. Quando criança, desenhava em todos os lugares - na calçada, nas paredes, na sala de aula... Outra de suas paixões desde a infância é a leitura. Lia tudo que lhe caía nas mãos: Monteiro Lobato, Viriato Correa, Clemente Luz (O Mágico), e todas as revistas em quadrinhos da época. Já nesse momento, ao ler as páginas do primeiro "gibi", sentiu que ali estava o seu futuro.

É irmão do também desenhista, cartunista, jornalista e escritor Zélio Alves Pinto e também de Ziralzi Alves Pinto, seu grande irmão.  Em 1949 foi com o avô para o Rio de Janeiro, onde cursou dois anos no MABE (Moderna Associação de Ensino). Em 1950 voltou para Caratinga para fazer o Tiro de Guerra. Terminou o Científico no Colégio Nossa Senhora das Graças. Em 1957, formou-se em Direito na Faculdade de Direito de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

No ano seguinte casou-se com Vilma Gontijo, após sete anos de namoro. Ziraldo tem três filhos - Daniela, Fabrízia e Antônio - e seis netos.

Ziraldo é cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista brasileiro. É o criador de personagens famosos, como o Menino Maluquinho, e é, atualmente, um dos mais conhecidos e aclamados escritores infantis do Brasil.


quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Releitura fantástica de He-man e She-ha.

É muito difícil eu elogiar tão descaradamente qualquer coisa que seja mas essa releitura do He-man e da She-ha ficou Fantástica. Essa é pra vocês 80s boys and girls.





O artista é o croata Stjepan Sejic, atualmente trabalha com quadrinhos para o Top Cow desenhando e ilustrando o título Ravina da editora.

A coleção de ilustrações sobre os Mestres do Universo - He-man e She-ha - é uma fanart que desenvolve e publica no Devianart sob o codinome Nebezial (http://nebezial.deviantart.com/gallery/38836020?offset=0). 

O tom Sombrio medieval dado pelo artista ficou simplesmente fantástico, encaixou perfeitamente nos interesses dos moleques 80s - como eu - que gostariam de ver uma releitura para um filme ou HQ dos personagens que povoavam nossa imaginação na infância.

sábado, 10 de novembro de 2012

DOYON - Para os garimpeiros de plantão, mais uma novidade nos quadrinhos Brasilienses.

Navegando pela internet eis que me deparo com uma grata surpresa no mundo dos quadrinhos brasilienses. Em matéria publicada no portal Alô, me deparo com uma matéria a respeito de um quadrinho feito por autores brasilienses. Como estou sempre remexendo novidades gosto sempre de ler algo novo e se for pequeno, local e em estado de gestação aí que me interesso mesmo.  :-)

Doyon é o nome da publicação, a primeira coisa que fazemos é obviamente acessar o site (http://www.cubocomics.com.br) e por lá já da pra ter uma ideia do contexto da história. E segundo eles o título conta a seguinte estória:

"Doyon é a história de um agente da Polícia Especial de Brasília chamado David Silva. Infiltrado no crime organizado da capital do país, se envolvendo em busca de conseguir as informações necessárias a fim de efetivar a prisão de um traficante da região. Após a prisão, o criminoso descobre a verdadeira identidade do agente especial e usa de sua influência para não deixar as coisas tão perfeitas como estão. Vítima de um atentado em sua casa, David perde tudo sobre sua vida e fica em estado vegetativo.
Dias após acordar do coma e passar por uma bateria de exames de check-up, David já não é mais o mesmo e surgem novas dificuldades em seu caminho. Agora paraplégico sua vida definha em um estágio deplorável. 
Escolhido por um ser além da compreensão humana, por algo sobrenatural que irá modificar sua vida. Uma nova luz o despertará. Sua verdadeira origem vem à tona. A lenda de um povo Indígena chamado Morubo se revela, transformando-o em um Guardião Doyon.  Com novas habilidades, desconhecidas até mesmo por si próprio, é guiado através do seu novo instinto, David se vê na trilha da única pessoa que sabe a real história sobre seu passado. Entre muita ação e suspense nas ruas e becos de Brasília, uma perseguição em busca dessa testemunha. Rompendo os limites entre herói e vilão."
(sinopse retirada do site da Cubo Comics)

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Mark Hamill e Carrie Fisher já sabiam - Sim os irmãos Skywalker sabiam 1 ano antes de todo mundo sobre a nova trilogia!!!

Sim, os irmãos Luke e Léia já sabiam - Mark Hamill, em entrevista concedida a revista Entertainment Weekly informou que Geoge Lucas pretendia fazer a continuação da saga com mais uma trilogia iniciada pelo episódio VII. Segundo Hamill, foi em um almoço com Lucas e Carrie Fisher (princesa Léia). George falou da vontade de continuar a saga só que agora sob uma nova tutela de produção:
Traduzindo a entrevista concedida a Entertainment Weekly por Mark Hamill, o eterno Luke Skywalker disse:
Weekly: Como foi receber esta notícia?
Mark Hamill:  Oh meu Deus, foi um choque! Eu não tinha ideia de que George tinha vendido (a Lucas Films) para a Disney até eu lê-lo on-line, como todo mundo. Ele nos falou, no verão passado, sobre o desejo de seguir em frente e fazer [ Episódios ] VII, VIII, e IX , e que [recém-nomeada presidente da Lucasfilm] Kathleen Kennedy estava encarregada de produzi-los. Ele parece estar muito bem. Ele está muito feliz. E isso é bom, porque eu sei que, quando fazíamos os filmes (primeira trilogia década de 70), ele não era um cara alegre no set. [ Risos ] Eu sempre me senti mal por ele, porque ele agonizava com os detalhes, e tenho certeza que depois de ter imaginando tudo isso na sua cabeça durante muitos anos, para vê-lo realizado - ele olhava para cima e só virava a cabeça para traz e gemia (de insatisfação). Harrison [Ford], Carrie [Fisher], e eu estávamos sempre tentando animá-lo e brincando para tira-lo fora de sua desgraça e tristeza. Ele me ligou ontem mas não consegui atende-lo, mas falei com eles a três semanas atras.Contudo até que saibamos mais informações é difícil dizer qualquer coisa que não seja parabéns George.


Weekly: Então, você se encontrou com George no verão passado e ele lhe contou sobre seus planos de fazer uma outra trilogia?
Mark Hamill: Sim, em agosto passado, ele chamou Carrie e eu para almoçar com ele. Eu pensei que ele ia falar sobre a aposentadoria ou a série de TV  de Star Wars que eu ouvi falar -  não achei que nós estávamos indo para ser envolvidos de qualquer maneira, porque o que acontece entre a nova trilogia e a antiga, caso Luke estivesse neles, ele seria algo entre uma criança  e um adolescente e provavelmente procuravam obter um ator apropriado para a idade - ou algo relacionado aos lançamentos em 3-D. Então, quando ele disse: "Nós decidimos que vamos fazer Episódios VII , VIII e IX , "Eu fiquei chocado. "O quê? Você está louco? "[ Risos ] Bem! Eu posso ver tudo isso por dois lados. Porque de certa forma, houve um começo, um meio e um fim e que todos viveram felizes para sempre e que é assim que deve ser - e é ótimo que as pessoas tenham boas recordações, se é que eles têm boas lembranças. Mas, por outro lado, há o desejo voraz por parte dos verdadeiros crentes para ter mais material e mais e mais. É uma daquelas coisas: as pessoas ou simplesmente não ligam para isso, ou são completamente apaixonados por ela. Eu acho que isso define tudo sobre os filmes Cults. Vamos ver. Estou ansioso para saber o que vai acontecer, mas a grande novidade foi a venda para a Disney. Eu tenho sentimentos mistos sobre isso, mas eles não decepcionaram com a Marvel, os Muppets e a Pixar. É uma daquelas grandes decisões que à primeira vista parece estranho, mas depois que você olha com cuidado, faz sentido.

Weekly: Quando você almoçou com George, ele te falou sobre todos os detalhes com você? sobre onde a história iria nos próximos três filmes, ou se você faria parte deles?
Mark Hamill: Bem, não, ele estava apenas falando sobre o fato de existir (outros) escritores e que ele não estaria dirigindo. Eu acho que ele queria que nós soubéssemos antes de todo mundo. Ele disse: "Agora você não pode contar a ninguém!" [ Risos ] Agora mesmo estou nervoso sobre o que dizer. Eu só não sei!



entrevista veiculada no dia 31 de outubro de 2012 na revista Entertainment Weekly.
(veja a matéria no idioma original pelo link acima.)




veja também