Cinema & Séries - Traillers List

Notícias em Banana News
www.bananaquantica.com.br

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Gotham - A Série - Primeiro episódio


E enfim estreou, na segunda feira, a série Gotham e antes que alguém reclame dos comentários, saiba - meu caro leitor - que se você não assistiu - tudo o que verá a partir de agora será spoiler, spoiler e mais spoiler.

E spoiler foi um dos problemas dessa estréia, soltaram tanta informação na internet, com cenas longas e pedaços inteiros do primeiro capitulo que não foi surpresa pra ninguém que assistiu. Contudo, depois de ver o episódio montado em sequencia e acompanhando as atuações confesso que fiquei surpreso. Antes de detalhar minha surpresa, quem assistiu pela Warnner pode acompanhar meia hora antes um especial falando sobre a produção da série, a montagem dos estúdios, o cuidado com os efeitos especiais e efeitos visuais, a dimensão de tudo que envolve a produção é gigantesca. Digna de colocar inveja a muito filme médio por aí.

Diante disso tudo, de todas estas informações eis a minha surpresa!!!

A montagem, sequencia de cenas, o enredo, a evolução - parece que estou falando de quesitos de julgamento de escolas de samba, mas não é!! - e por fim o roteiro... estavam muuuuito abaixo do que eu esperava, muito fraquinho. Eu realmente estava incomodado com a montagem, os cortes estavam primários demais. Sabe quando você toma uma Coca-cola gelada com uma boca boa danada e descobre que era Diet-Coke? Pois é!! Ficou aquele gostinho amargo na língua! Notadamente não foi essa Coca-Cola toda!!!

Eu entendo que como é um começo de trabalho há uma discrepância no tom, tanto do ritmo da série, quanto do tom de cada ator. Em alguns casos dava pra notar um over acting - e não estou falando do pinguim, este permeia o caricato mas estava no tom certo - eu não gostei foi do Gordon mesmo, em alguns momentos. O Bruce Wayne vai ter que ser beeem mais convincente do que aquilo, vão ter que trabalhar muito esse garotinho.

Pior cena: 
"James Gordon consolando Bruce Wayne na escada, com os pais do garoto estirados no chão coberto por lençóis"

Será que foi só eu quem achou que o tom dramático da cena estava totalmente errado? tem dó heim!!! Os caras vão olhar pra trás daqui há algum tempo, rever  a cena e dizer: "putz que merda que nós fizemos!!"

Enfim, nem tudo foi ruim, também teve coisas interessantes no episódio. Uma coisa que achei legal foi a inclusão de um personagem novo - Fish Monney. Gosto desses temperos, porque afinal de contas a série funciona como uma edição especial de um quadrinho. Precisamos da essência do personagem não necessariamente fazer o que os quadrinhos fizeram. Até porque, tem muita estória ruim nos quadrinhos também.

Gostei do Harvey Bullock, do Pinguim e principalmente de Carmine Falcone. Sua participação foi breve: o cara entro no frigorífico matou todo mundo, marcou posição, chegou junto do Gordon e estabeleceu o relacionamento dos dois.

Melhor cena:

"Carmine Falcone em diálogo com James Gordon depois de ter salvo a pele dele e do det. Bullock no frigorífico. Falcone disse que conheceu o pai de Gordon - Promotor - que eles divergiam e que ele era cabeça dura, mas que se respeitam. Disse ainda, que não esperava nada de diferente do filho dele." 


Aí depois dessa cena onde estabelecem os lados, corta pra cena dele tendo que matar o Pinguim pra mostrar que está no mesmo lado que Falcone. 

Fudeu!!! Não entendi mais nada!! Anularam a cena anterior!! Haviam estabelecido uma polarização de forças e no corte - mal feito - seguinte, o cara tem que se tornar submisso!!! A solução encontrada pra Gordon contornar isso foi "OK", mas vão ter que arranjar uma carta muito boa e colocar na manga do Gordon, quando o Pinguim der as caras novamente. Espero ser surpreendido!!!

Por essas e outras que acho que Gotham - a série - ainda tem que melhorar muuuuito pra começar a ficar aceitável... Se continuar nessa tocada... será um mico de uma só temporada!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

veja também